terça-feira, 17 de março de 2009

Lampejos de sucessos de pequenas equipes

Neste ano, o Brasileirão contará com três equipes que certamente pouco durarão na elite do futebol brasileiro, delas, duas equipes devem voltar ao esquecimento em pouco anos: Santo André e... Sorocaba? Não, peraí... Acho que é Birigüí... Ah, lembrei: Grêmio Barueri.

Isso me faz lembrar de outras equipes que passaram recentemente pela primeira divisão, mas logo voltaram aos seus dias de várzea. Vamos a uma curta, mas interessante retrospectiva dessas equipes (quem puder, me ajudem, pois minha memória não é uma de minhas melhores qualidades):

Bangu
Apesar de ter apenas cinco anos na época, ainda me lembro da final do Brasileirão entre Coritiba e Bangu. Claro que poucas imagens acetinadas me restam, mas já um começo para a nossa viagem ao tempo.

O timeco carioca vai de mal a pior e beira a falência (aliás, como até mesmo os grandes cariocas) e dificilmente voltará à primeira divisão, ainda que inventem (ou reinventem) um campeonato com 96 clubes.

Particularmente, fico feliz por ter perdido o título brasileiro para o time paranaense.

Bragantino
Viva Luxemburgo. Sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, o time chegou ao vice-campeonato brasileiro (91) e ao título paulista de 90.

Na época, o time usava um dos uniformes mais bacanas que já vi ATÉ HOJE. Pequenas figuras geométricas hexagonais em preto e branco.

União São João
Nossa saga pelo interior paulista começa aqui. Aliás, quem jogava a versão "Campeonato Brasileiro" do International Super Star Soccer, lembra que o União São João fazia parte ods times a ser escolhido, uma proeza para um time deste porte.

Hoje, disputa a Serie A2, do Paulista. Até que seria interessante vê-lo, pelo menos, na elite paulista.

Botafogo de Ribeirão Preto
Teve uma participação relativamente boa em sua participação na primeira divisão. Na época chegou a ser vice-campeão paulista. Agora, amarga a Sérei A2, do Paulista, juntamente com União São João.

Paysandu
O grande paraense entra na lista por um feito memorável. Jogou a Libertadores, foi até La Bombonera, derrotou o Boca Juniors e, quando todo o Brasil vibrava com a equipe, foi sacolado em casa e nunca mais teve outra oportunidade de ouro.

Ao contrário de outros times desta lista, o Remo tem boas chances de um dia voltar à primeira divisão, mas sabemos que sempre será temporariamente.

São Caetano
A passagem do - outrora Azulão - vão tão boa pela elite do futebol tupiquim, que figurou vários anos como equipe "media se transformando em grande". Faltou pouco: foi vice brasileiro e da Libertadores. Foi justamente o "quase" que tirou a animação de investiores, jogadores e comissão técnica.

O time só foi afundando, afundando... e agora está aí. Aí onde?? Sei lá. Está por aí.

Enfim...
De tempos em tempos, surgem equipes surpresas pelo Brasil, mas que logo voltam a sua dura realidade de quase amadorismo. O que sempre nos rende boas história e divertidas memórias.

Desta vez, Santo André e Barueri figuram na Série A com esperaças de se tornar um grande brasileiro, mas a história mostra que é quase impossível isso acontecer, principalmente se o início for animador.

2 comentários:

Francisco disse...

Não tem quem não goste desse uniforme do Bragantino. Não sei pq eles abandonaram.

Correção: o time paraense que ganhou do Boca lá foi o Paysandu, em 2002 (acho).

T+

Mestre disse...

Ah, é verdade!! Eu coloquei Remo hehehe!! OS caras até queriam mudar o hino do Papão da Curuzu, na época hehehehehe

Leia Também

Os internautas também curtiram