segunda-feira, 29 de março de 2010

Itália pára futebol-arte e conquista o tri

Em 1982 aconteceu o primeiro mundial com 24 seleções. A globalização do futebol já tornara o torneio de 16 seleções pequeno demais para o maior esporte do planeta.

Podemos cosiderar o mundial da Espanha como o primeiro com um número considerável de seleções frágeis como Nova Zelândia, El Salvador, Kuait e Honduras.

Após o término da primeira fase, duas seleções despontavam como favoritas: Brasil e Inglaterra.

O futebol-arte da seleção canarinho dirigida por Telê Santana marcou dez gols nos três primeiros jogos - 2x1 na URSS, 4x0 na Nova Zelândia e 4x1 na Escócia.

Já os ingleses tinha uma defesa sólida. Venceram a França (3x1), Tchecoslováquia (2x0) e Kuait (1x0). Apesar de o último resultado ser aparentemente fraco, os ingleses apresentavam um futebol potente.

Correndo por fora, a Itália se classificou com três empates - Polônia (sem gols) e contra Peru e Camarões (1x1, em ambos) - e clasificou-se apenas no número de gols pró.

Segunda fase
Ficando em segundo lugar no seu grupo, os italianos caíram no grupo fortíssimo que também tinha Argentina (atuais campeões) e Brasil.

Contrariando todas as expectativas, a seleção de Paoli Rossi venceu os dois confrontos e avançou à Semifinal.

Até antes do jogo contra o Brasil, Paolo Rossi era um dos nomes de menor apoio dos próprios italianos. Poucos meses antes do mundial, ele se envolvera em escândalo sobre manipulação de resultados em loteria. Seus próprios companheiros não lhe eram tão amigáveis.

Curiosidades
"Com Paolo Rossi no ataque, nossas chances de vencer ficam reduzidas", Gabriele Orialli, meia da seleção italiana. Dois meses antes do mundial.

Até o jogo contra o Brasil, Paolo Rossi não tinha marcado um único gol. Marcou três contra os comandados de Telê, dois na semifinal contra a França e um na Final e terminou como artilheiro da Copa.

Jornalistas italianos e jogadores não se entendiam e chegaram a irem "ás vias de fatos", quando os reporteres insinuaram que alguns dos atletas eram homossexuais. Até o fim da Copa, a AZURRA realizou uma greve de entrevistas.

A sensação daquele ano foi a seleção camaronesa. Depois de três empates, incuindo contra a Itália na primeira fase, só não avançaram porque marcaram menos gols que os italianos. Caso marcassem um gol a mais, seriam eles os classificados para o grupo do Brasil e da Argentina.

---------------VIDEOS ---------------






quinta-feira, 25 de março de 2010

FIcha dos jogos da Seleção na Copa de 82

14/06/1982 - Ramon Pizjuan (Sevilla)
Árbitro: Augusto LAMO CASTILLO (ESP)

Gols: Andrei BAL (URS) 34, SOCRATES (BRA) 75, EDER (BRA) 88

Brasil
[1] VALDIR PERES (GK)
[2] LEANDRO
[3] OSCAR
[4] LUISINHO
[6] JUNIOR
[8] SOCRATES
[9] SERGINHO
[10] ZICO
[11] EDER
[15] FALCAO
[21] DIRCEU (-45')
[7] PAULO ISIDORO (+45')

URSS
[1] Rinat DASSAIEV (GK)
[2] Tengiz SULAKVELIDZE
[3] Aleksander CHIVADZE
[5] Sergei BALTACHA
[6] Anatoli DEMIANENKO
[7] Ramaz SHENGELIA (-88')
[8] Vladimir BESSONOV
[9] Yuri GAVRILOV (-74')
[11] Oleg BLOKHIN
[12] Andrei BAL
[13] Vitali DARASELIA
[15] Sergei ANDREEV (+88')
[18] Yuri SUSLOPAROV (+74')


18/06/1982 - Villamarin (Sevilla)
Árbitro: Jesus Paulino SILES (CRC)

Gols: David NAREY (SCO) 18, ZICO (BRA) 33, OSCAR (BRA) 48, EDER (BRA) 63, FALCAO (BRA) 87

Brasil
[1] VALDIR PERES (GK)
[2] LEANDRO
[3] OSCAR
[4] LUISINHO
[5] CEREZO
[6] JUNIOR
[8] SOCRATES
[9] SERGINHO (-80')
[10] ZICO
[11] EDER
[15] FALCAO
[7] PAULO ISIDORO (+80')

Escócia
[1] Alan ROUGH (GK)
[3] Frank GRAY
[4] Graeme SOUNESS
[5] Alan HANSEN
[6] Willie MILLER
[7] Gordon STRACHAN (-63')
[10] John WARK
[11] John ROBERTSON
[14] David NAREY
[16] Asa HARTFORD (-68')
[18] Steve ARCHIBALD
[8] Kenny DALGLISH (+63')
[13] Alex MC LEISH (+68')

23/06/1982 - Vilamarin (Sevilla)
Árbitro: Damir MATOVINOVIC (IUG)

Gols: ZICO (BRA) 28, ZICO (BRA) 31, FALCAO (BRA) 64, SERGINHO (BRA) 70

Brasil
[1] VALDIR PERES (GK)
[2] LEANDRO
[3] OSCAR (-75')
[4] LUISINHO
[5] CEREZO
[6] JUNIOR
[8] SOCRATES
[9] SERGINHO (-75')
[10] ZICO
[11] EDER
[15] FALCAO
[7] PAULO ISIDORO (+75')
[16] EDINHO (+75')

Nova Zelândia
[22] Frank VAN HATTUM (GK)
[2] Glen DODS
[3] Ricki HERBERT
[6] Robert ALMOND
[7] Wynton RUFER (-77')
[9] Steve WOODIN
[10] Steve SUMNER
[12] Keith MC KAY
[13] Kenny CRESSWELL (-77')
[14] Adrian ELRICK
[17] Alan BOATH
[4] Brian TURNER (+77')
[8] Duncan COLE (+77')

02/07/1982 - Sarriá (Barcelona)
Árbitro: Mario RUBIO VAZQUEZ (MEX)

Gols: ZICO (BRA) 11, SERGINHO (BRA) 66, JUNIOR (BRA) 75, Ramon DIAZ (ARG) 89

Brasil
[1] VALDIR PERES (GK)
[2] LEANDRO (-82')
[3] OSCAR
[4] LUISINHO
[5] CEREZO
[6] JUNIOR
[8] SOCRATES
[9] SERGINHO
[10] ZICO (-83')
[11] EDER
[15] FALCAO
[13] EDEVALDO (+82')
[18] BATISTA (+83')

Argentina
[7] Ubaldo FILLOL (GK)
[1] Osvaldo ARDILES
[3] Juan BARBAS
[4] Daniel BERTONI (-65')
[5] Gabriel CALDERON
[8] Luis GALVAN
[10] Diego MARADONA
[11] Mario KEMPES (-45')
[14] Jorge OLGUIN
[15] Daniel PASSARELLA
[18] Alberto TARANTINI
[6] Ramon DIAZ (+45')
[17] Santiago SANTAMARIA (+65')

05/07/1982 - Sarriá (Barcelona)
Árbitro: Abraham KLEIN (ISR)

Gols: Paolo ROSSI (ITA) 5, SOCRATES (BRA) 12, Paolo ROSSI (ITA) 25, FALCAO (BRA) 68, Paolo ROSSI (ITA) 74

Brasil
[1] VALDIR PERES (GK)
[2] LEANDRO
[3] OSCAR
[4] LUISINHO
[5] CEREZO
[6] JUNIOR
[8] SOCRATES
[9] SERGINHO (-69')
[10] ZICO
[11] EDER
[15] FALCAO
[7] PAULO ISIDORO (+69')

Itália
[1] Dino ZOFF (GK)
[4] Antonio CABRINI
[5] Fulvio COLLOVATI (-34')
[6] Claudio GENTILE
[7] Gaetano SCIREA
[9] Giancarlo ANTOGNONI
[13] Gabriele ORIALI
[14] Marco TARDELLI (-75')
[16] Bruno CONTI
[19] Francesco GRAZIANI
[20] Paolo ROSSI
[3] Giuseppe BERGOMI (+34')
[11] Giampiero MARINI (+75')

quarta-feira, 17 de março de 2010

Paolo Rossi tira o tetra do Brasil

Sem dúvidas a melhor seleção de 1982 não levantou o caneco. Assim como em 54 e 78, claramente uma seleção conquistou o coração dos fanáticos por futebol em todo o mundo, mas acabou não se consagrando campeão mundial.

Em 1982, na Copa da Espanha, o Brasil apresentou o melhor futebol da competição, mas acabou caindo diante da Itália de Paolo Rossi, que ainda não havia marcado um único golzinho na Copa e resolveu fazer três contra a seleção canarinho.

Desde a conquista do tri em 1970 não se via tanto entusiasmo por aqui. A seleção comandada por Telê Santana dava show e chegou como favorita ao lado da Alemanha Ocidental. O futebol ofensivo agradava todo brasileiro.

A campanha
No primeiro jogo, um susto. Começamos perdendo para a União Soviética, mas buscamos a virada e o Brasil venceu por dois a um.

Depois, vieram dois grandes jogos contra a Escócia (4x1) e a Nova Zelândia (4x0). Na segunda fase, mais uma boa vitória. Desta vez contra nossa maior rival, a Argentina (3x1).

A tragédia do Sarriá
Precisando de um empate contra a Itália, todos já imaginavam o Brasil classificado para a semifinal. Foi aí que brilhou a estrela de Paolo Rossi.

Rossi abriu o marcador aos 5 minutos, fazendo-se perceber que aquele sria um jogo diferente do que os brasileiros imaginavam.

Aos 12, Sócrates empatou a partida, mas aos 25 Rossi colocou a Azurra na frente mais uma vez, matando qualquer esperança brasileira.

No segunto tempo, Falcão marcou o gol de empate aos 23, mas 07 (sete) minutos depois, mais uma vez Paolo Rossi marcou para a Itália. A sensação é que não importava quantos gols o Brasil marcasse, os italianos estariam sempre na frente.

Antes do fim do jogo a Itália ainda teve um gol anulado. Desde o Maracanazo, esta foi a derrota mais trágida da Canarinho em Copas.

sábado, 6 de março de 2010

Copa de 1978 - Números

Jogos: 38
Gols: 102
Média de gols: 2,7
Média de público:42374
Artilheiro: Kempes Argentina 6 gols

Todos os jogos (clique no placar para ver a ficha completa das partidas)

Grupo 1
Data

Resultados

02 JunhoItáliaItália2:1 (1:1)FrançaFrança
02 JunhoArgentinaArgentina2:1 (1:1)HungriaHungria
06 JunhoItáliaItália3:1 (2:0)HungriaHungria
06 JunhoArgentinaArgentina2:1 (1:0)FrançaFrança
10 JunhoFrançaFrança3:1 (3:1)HungriaHungria
10 JunhoItáliaItália1:0 (0:0)ArgentinaArgentina
Grupo 1

EquipeJogosVitóriasEmpatesDerrotasGols A FavorGols SofridosPontos
ItáliaItália3300626
ArgentinaArgentina3201434
FrançaFrança3102552
HungriaHungria3003380
Grupo 2
Data

Resultados

01 JunhoAlemanha OcidentalAlemanha Ocidental0:0PolôniaPolônia
02 JunhoTunísiaTunísia3:1 (0:1)MéxicoMéxico
06 JunhoPolôniaPolônia1:0 (1:0)TunísiaTunísia
06 JunhoAlemanha OcidentalAlemanha Ocidental6:0 (4:0)MéxicoMéxico
10 JunhoAlemanha OcidentalAlemanha Ocidental0:0TunísiaTunísia
10 JunhoPolôniaPolônia3:1 (1:0)MéxicoMéxico
Grupo 2

EquipeJogosVitóriasEmpatesDerrotasGols A FavorGols SofridosPontos
PolôniaPolônia3210415
Alemanha OcidentalAlemanha Ocidental3120604
TunísiaTunísia3111323
MéxicoMéxico30032120
Grupo 3
Data

Resultados

03 JunhoSuéciaSuécia1:1 (1:1)BrasilBrasil
03 JunhoÁustriaÁustria2:1 (1:1)EspanhaEspanha
07 JunhoÁustriaÁustria1:0 (1:0)SuéciaSuécia
07 JunhoBrasilBrasil0:0EspanhaEspanha
11 JunhoBrasilBrasil1:0 (1:0)ÁustriaÁustria
11 JunhoEspanhaEspanha1:0 (0:0)SuéciaSuécia
Grupo 3

EquipeJogosVitóriasEmpatesDerrotasGols A FavorGols SofridosPontos
ÁustriaÁustria3201324
BrasilBrasil3120214
EspanhaEspanha3111223
SuéciaSuécia3012131
Grupo 4
Data

Resultados

03 JunhoHolandaHolanda3:0 (1:0)IrãIrã
03 JunhoPeruPeru3:1 (1:1)EscóciaEscócia
07 JunhoEscóciaEscócia1:1 (1:0)IrãIrã
07 JunhoHolandaHolanda0:0PeruPeru
11 JunhoEscóciaEscócia3:2 (1:1)HolandaHolanda
11 JunhoPeruPeru4:1 (3:1)IrãIrã
Grupo 4

EquipeJogosVitóriasEmpatesDerrotasGols A FavorGols SofridosPontos
PeruPeru3210725
HolandaHolanda3111533
EscóciaEscócia3111563
IrãIrã3012281

Segunda rodada

Grupo A
Data

Resultados

14 JunhoAlemanha OcidentalAlemanha Ocidental0:0ItáliaItália
14 JunhoHolandaHolanda5:1 (3:0)ÁustriaÁustria
18 JunhoItáliaItália1:0 (1:0)ÁustriaÁustria
18 JunhoAlemanha OcidentalAlemanha Ocidental2:2 (1:1)HolandaHolanda
21 JunhoHolandaHolanda2:1 (0:1)ItáliaItália
21 JunhoÁustriaÁustria3:2 (0:1)Alemanha OcidentalAlemanha Ocidental
Grupo A

EquipeJogosVitóriasEmpatesDerrotasGols A FavorGols SofridosPontos
HolandaHolanda3210945
ItáliaItália3111223
Alemanha OcidentalAlemanha Ocidental3021452
ÁustriaÁustria3102482
Grupo B
Data
Time da casa ResultadosEquipe Visitante
14 JunhoBrasilBrasil3:0 (2:0)PeruPeru
14 JunhoArgentinaArgentina2:0 (1:0)PolôniaPolônia
18 JunhoPolôniaPolônia1:0 (0:0)PeruPeru
18 JunhoArgentinaArgentina0:0BrasilBrasil
21 JunhoBrasilBrasil3:1 (1:1)PolôniaPolônia
21 JunhoArgentinaArgentina6:0 (2:0)PeruPeru
Grupo B

EquipeJogosVitóriasEmpatesDerrotasGols A FavorGols SofridosPontos
ArgentinaArgentina3210805
BrasilBrasil3210615
PolôniaPolônia3102252
PeruPeru30030100

Decisão do terceiro lugar
Data
Time da casa ResultadosEquipe Visitante
24 JunhoBrasilBrasil2:1 (0:1)ItáliaItália

FINAL

25/06/1978 - Monumental (Buenos Aires)
Árbitro:Sergio GONELLA (ITA)

Gols: Mario KEMPES (ARG) 38, Dick NANNINGA (NED) 82, Mario KEMPES (ARG) 105, Daniel BERTONI (ARG) 116

Argentina
[5] Ubaldo FILLOL (GK)
[2] Osvaldo ARDILES (-65')
[4] Daniel BERTONI
[6] Americo GALLEGO
[7] Luis GALVAN
[10] Mario KEMPES
[14] Leopoldo LUQUE
[15] Jorge OLGUIN
[16] Oscar ORTIZ (-74')
[19] Daniel PASSARELLA
[20] Alberto TARANTINI
[9] Rene HOUSEMAN (+74')
[12] Omar LARROSA (+65')

Holanda
[8] Jan JONGBLOED (GK)
[2] Jan POORTVLIET
[5] Ruud KROL
[6] Wim JANSEN (-72')
[9] Arie HAAN
[10] Rene VAN DE KERKHOF
[11] Willy VAN DE KERKHOF
[12] Rob RENSENBRINK
[13] Johan NEESKENS
[16] Jonny REP (-59')
[22] Ernie BRANDTS
[18] Dick NANNINGA (+59')
[20] Wim SUURBIER (+72')

Leia Também

Os internautas também curtiram