terça-feira, 29 de março de 2011

Seleção dos anos 50


Mais um post para os que jogam Fifa 11 no playstation 3 ou Xbox 360. Agora, você pode jogar com os melhores da década de 50. Basta ir ao Creation Center e procurar por 50's Dream Team criado por carinaeronnie.

Após a criação da Seleção dos anos 30, o óbvio foi feito: uma continuidade. Infelizmente, devido ao anti-semita Hittler e seus cheira-peido seguidores, não foi possível formar uma equipe com os melhores da década de 40.

No entatno, o futebol voltou em grande estilo na década seguinte. Formar uma seleção foi gratificante. Mesmo por que, em relação aos anos 30, agora as notícias e informações já são mais abundantes, facilitando um pouco mais a pesquisa.

Aqui, já uma curiosidade. Por ser a grande revelação do final da década, Pelé já consta no time. Ele também aparecerá na seleção dos anos 60 e 70. O único em equipes de três décadas, alguns outros chegam a aparecer em duas décadas.

Além do Rei do futebol, uma série de jogadores lendários formam a grande equipe. Destaque (óbvio) para o húngaro Puskas. O "major galopante" figura entre tantos outros geniais compatriotas da seleção magiar de 1954.

Da copa de 1950, alguns uruguaios que calaram o Maracanã também estão neste time. Destaque para Schiaffino.

Cuiriosamente, um jogador que não se destacou em Copas do Mundo está na equipe, e não poderia ser diferente: o argentino di Stefano, para alguns o melhor argentino de todos os tempos. Vale lembrar que ele jogou o mundial de 58 defendendo a Espanha, mas sem grande destaque por já ter mais de 30 anos.

Enfim, tantos outros brasileiros de 58 como Mané Garrincha e Didi completam este esquadrão, formando, talvez, o melhor time das décadas.

Minha seleção dos anos 50:
Goleiros: Maspoli (URU), Gilmar (BRA)
Lateral direito: Voinov (URSS)
Lateral esquerdo: Lorant (HUN)
Zagueiros: Nilton Santos (BRA), Lantos (HUN), Santamaria (URU), Kohlmaeyr (ALE), Djalma Santos (BRA).
Meias: Varela (URU), Kocsis (URU), Schiaffino (URU), Garrincha (BRA), Fritz Walter (ALE), Skoglund (SUE), Didi (BRA), Liedholm (SUE), Ghiggia (URU)
Ala direito: Czibor (HUN)
Ala direito: Helmut Rhan (ALE)
Atacantes: puskas (HUN), Pelé (BRA), Just Fontaine (FRA), di Stefano (ARG)

quinta-feira, 24 de março de 2011

Até quando, Ricardo Teixeira?

Parece que o "cartola mor" do futebol brasileiro está cada vez mais próximo de ser investigado pelo congresso nacional. Será que agora que a porca torce o rabo? Espero que sim, embora, ache que não.

Não sei por que, este caso me faz lebrar o ditado "ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão".

Enfim... as recentes brigas entre cartolas do futebol brasileiro podem ser apenas a ponta do iceberg CBF. Faltam poucas assinaturas para o início da CPI para investigar o comitê organizador local da Copa 2014.

Lobby Teixeira
Em recente visita à Brasília, o presidente vitalício da CPF, para variar, não deu declarações à imprensa, se reuniu com congressistas tentando convencer deputados de situação a não aderirem ao pedido.


"Vocês vão ter que me engolir"
Com ar de "atravessou a rua com seu passo tímido", Ricardo parece acuado e dormindo mal, tentando seus últimos tiros. No entanto, sabemos que por aqui, os recursos parecem infinitos, o que me leva a crer que ainda teremos que engolir o cartola mor por muitos anos.

Como torcedor e apaixonado por futebol, não vejo a hora de Ricardo Teixeira deixar a CBF. O problema é que tendo em vista os demais cartolas do futebol brasileiro, não sei se muita coisa vai mudar pelos próximos séculos anos.

O recente imbróglio entre o Clube dos 13 e emissoaras de TV mostra o quão patético são nossos dirigentes, mostrando que de fato são muito mais torcedores que dirigentes.

Confesso que que procuro ao máximo não me aprofundar nestes assuntos de bastidores do nosso futebol, pois quanto mais leio, mais envergonhado eu fico.

Acho que lerei mais sobre Formula 1...... Ops! Talvez, esteja trocando seis por meia dúzia. Quem sabe atletismo?

quinta-feira, 17 de março de 2011

Seleção dos anos 30

Aqueles que jogam Fifa 11 no Xbox 360 ou Playstation 3, não podem deixar de baixar o time dos melhores dos anos 30, através do CREATION CENTER.

Basta procurar por 30's Dream Team. A equipe foi criada por carinaeronnie (minha persona no site da EA Sports). Para não apelar, resolvi criar um time não tão forte. A nota (rating) desta equipe é de 83.

O grande astro da equipe, como não poderia de ser é o italiano Giuseppe Meazza. O bicampeão mundial é um jogador de rating 89.

Outros craques do time são o tcheco Oldrich Najedly e o uruguaio José Nasazzi (bicampeão olímpico nos anos 20 e campeão mundial de 1930). O zagueirão uruguaio também foi eleito o melhor jogador do primeiro mundial de futebol.

Dentre os brasileiros, apenas dois jogadores tiveram destaque nos anos pioneiros do futebol. O zagueiro Domingos da Guia, além do artilheiro da Copa de 1938, Leônidas da Silva - o diamante negro.

Como curiosidade, vale lembrar que o "Diamante Negro", embora seja mais lembrado por sua passagem no São Paulo, em 1938, jogava no Flamengo.

Confira minha seleção dos anos 30:
Goleiros: Planicka(TCH), Szabo (HUN)
Laterais direito: Scarone (URU), Ciriaco (ESP)
Laterais esquerdo: Ferrari (ITA), Kostalek (TCH)
Zagueiros: Nasazzi(URU), Evaristo (ARG), Domingos da Guia (BRA), Szalay (HUN)
Meias: iriarte (URU), Nejedly (TCH), Meazza (ITA), Urbanek (AUT), Colaussi (ITA), Berolini (ITA)
Ponta esquerda: Pedro Cea (URU),
Ponta direita: Sarozi (HUN), Guaita (ITA)
Atacantes: Leônidas (BRA), Stabile (ARG), Piola (ITA)

quinta-feira, 10 de março de 2011

Uma "Copa da UEFA" nada mal

A ex-Copa da UEFA, hoje nomeada Europa League,vem caindo no gosto dos europeus e, aos poucos, conquista mais espaço na mídia.

O torneio, até pouco tempo atrás visto como patinho feio pelos clubes e torcedores europeus, foi reformulado e hoje apresenta jogos de alto nível. Alguns, em minha opinião, melhores que jogos da Copa dos Campeões, a principal competição de clubes do velho continente.

Enquanto equipes como Shaktar, Kovenhage e Roma disputam vagas na Copa dos Campeões (teoricamente, um torneio mais forte), Manchester City, Liverpool, Porto, PSV, Benfica e Ajax duelam na Europa League.

Talvez, a motivação não seja a mesma, mas isso acaba se tornando um ponto positivo, uma vez que as equipes apresentam um futebol mais solto e menos burocráticos.

Se você ainda tem algum preconceito pelo torneio "que não vale nada", é melhor rever seus conceitos. Assistir aos jogos da quinta-feira (quando ocorrem os confrontos da Europa League) pode compensar a frustração dos jogos de terça e quarta (quando são disputados os jogos da Champions League).

Leia Também

Os internautas também curtiram