segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Basquete masculino volta às Olimpíadas após 16 anos

Mesmo com a derrota na Final do pré-olímpico, a seleção brasileira de basquete masculino tem muito o que comemorar.

Pela primeira vez neste século, o Brasil irá disputar os jogos olímpicos da modalidade. E o objetivo não é apenas participar. O presidente da CBB, Carlos Nunes, espera que o Brasil chegue na semifinal das próximas olimpíadas, em 2012, em Londres.

Pode parecer exagero, mas talvez não seja tão impossível assim. Vale lembrar que no jogo mais importante do pré-olímpico, que não era a Final, o Brasil venceu a Argentina (atual campeã olímpica e mundial).

Não digo que o jogo na fase pré eliminar era mais importante só para massagear o ego do Brasil, pois a competição daria vaga à Londres à duas equipes. Muitos especialistas achavam que sequer deveria ter Final, pois o mais importante era a vaga. E quando o Brasil encarou a Argentina, na casa do adversário, valendo o primeiro lugar na fase pré-eliminar fez um grande jogo e venceu Los Hermanos.

Na Final, com um estilo mais relaxado e sem obrigação de vencer, ainda foi travado um jogo duro contra a Argentina e a derrota foi por apenas 5 pontos.

Enfim, na minha opinião, poderemos nos orgulhar mais do basquete do que do futebol - a paíxão da nação - nas próximas Olimpíadas. Pelo menos, no esporte das quadras, perder na semifinal será muito menos vergonhoso do que se isso acontecer no esporte número um do país.

Nenhum comentário:

Leia Também

Os internautas também curtiram