domingo, 11 de setembro de 2011

Orçamento para 2014 sugere superfaturamento

Orçamento da Copa 2014 daria para construir 18 Juventus Arena
Quando se fala em obras no Brasil, a primeira palavra que me vem à mente é "superfaturamento". Pode ser de rodovias, escolas ou até as populares "operações tapa-buraco". Falando-se na Copa do Mundo de 2014, o pensamento é ainda mais forte.

Aos "puros de coração" que ainda acreditam que é possível a construção de estádios sem superfaturamento na terra do Mensalão, segue alguns dados interessantes.



Estádios Europeus
Estádio alemão custou quase o mesmo que será gasto no DF
O recém construído Juventus Arena custou ¢ 122 milhões - cerca de R$ 281 milhões. Mais que o dobro do estádio do Distrito Federal;  um estádio sem cobertura, sem telão, sem cabos de internet ou de transmissão de TV. Até mesmo sem gramado.

Para se ter uma idéia, o estádio 5 estrelas Veltis Arena, na Alemanha, custou quase o mesmo valor que será gasto pela construção do estádio na capital brasileira, isso se o orçamento não aumentar no decorrer dos próximos anos.

O estádio alemão tem, em tantas maravilhas tecnológias, teto retrátil e um trilho para "levar" o gramado para fora do estádio.

Enfim, o orçamento para a cponstrução dos estádios no Brasil já está em R$ 5 bilhões. O que daria para construir 18 Juventus Arenas.

Sou eu, o aí tem cheiro de superfaturamento?

3 comentários:

Francisco disse...

Tem cheiro de superfaturamento, de falta de vergonha na cara...

Isso sem falar nos aeroportos que não ficarão prontos a tempo, a lambança em abrir a Copa em S. Paulo...

Abs

Anônimo disse...

isso ai e comum no nosso pais, não é de se estrar

Anônimo disse...

so tem nego doido, se duvidar esses personagens historicos ilustres no pais, pode chegar ate vender o nosso pais aos estrangeiros a preçode banana, como o senhor fernado enrique cardoso que quase vendeu a amazonia

Leia Também

Os internautas também curtiram