segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Piris e Juan, exemplos de mal planejamento

Quando criticamos o futebol brasileiro e o amadorismo de seus dirigentes, pode parecer que estamos sendo partidários, o "pegando no pé" da galera das cadeiras eternas. Segue dois exemplos recentes de como trabalham mal esses "profissionais".

Cito como exemplo o clube pelo qual eu torço, o São Paulo. Recentemente, na tentativa de resolver os problemas nas laterais (que parece afligir todo o futebol brasileiro), o Tricolor Paulista contratou dois nomes que pareciam razoáveis: Juan e Piris.

Juan
Há anos no Flamengo, qualquer torcedor carioca sabe que os momentos de futebol razoável do lateral esquerdo estavam para trás. Se, em 2008 e 2009, Juan vinha sendo o destaque no Flamengo, em 2010, o lateral já não atuava bem.

Ora, como um clube pode contratar um jogador que se sabe que está mal para resolver seus problemas? Se estivéssemos falando de um jogador de 20, 22 anos, vá lá! Mas apostar em um jogador de 28 anos, não me parece uma boa estratégia.

Após uma temporada, o cara foi jogado para escanteio e tentará mostrar seu valor no Santos.

Piris
O jovem jogador paraguaio foi destaque de sua seleção durante a Copa América, o que levou a uma contratação por U$ 3 milhões. Depois de gastar esta grana, "descobriram" que o paraguaio tinha problemas de fundamentos. Leão já criticou algumas atuações do jogador e o lateral ainda é uma incógnita.

Precisou gastar U$ 3 milhões em um jogador que tem problemas nos fundamentos do futebol? Não sairia mais barato investir na base, ou contratar alguém do interior, afinal, sé é para contratar alguém com problemas de fundamentos, contrata qualquer "Zé" por menos de U$ 3 milhões.


Segue link de matéria no Yahoo, publicado alguns dias depois que publiquei este post, reforçando minha ideia.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Saída de Teixeira. Podemos comemorar?

Aparentemente, o mandatário do futebol brasileiro pode estar muito perto de deixar o seu cargo (que eu pensava ser vitalício). Apesar de ficar muito entusiasmado com os rumores, logo pensei em como serão os seus sucessores.

Muitos acreditam que, nas próximas eleições, o poder deve ser passado ao ex-presidente do Corinthians André Sanches. No entanto, de acordo com o estatuto da CBF, a cadeira deverá ser do vice mais velho, ou seja, José Maria Marin, aquele que "afanou" uma das medalhas na premiação da Copa São Paulo de Futebol Junior.

Isso nos faz ver que a saída de Ricardo Teixeira não deve trazer grandes mudanças no futebol brasileiro, principalmente no que se refere a desvio de dinheiro, "cartoladas" e autoritarismo.

Para os amantes do futebol, a saída de Teixeira pode parecer bom para o futebol brasileiro, mas olhando para os possíveis substitutos, acho que ainda veremos muuuuuitas polêmicas e denúncias por anos e até décadas.

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Kobe Bryant maior que Jordan?

Quando se fala em astro da NBA, o primeiro nome que nos vem à cabeça é o de Michael Jordan. Para muitos, inclusive eu, Air Jordan foi, e é, o maior jogador de basquete de todos os tempos. No entanto, Kobe Bryant continua batendo recordes e mostrando que pode fazer frente ao ex-jogador do Chicago Bulls.

Talvez, Kobe não seja tão espetacular quando Jordan, mas seus números são impressionantes.

Nesta semana, Kobe bateu mais um recorde quando se tornou o quinto maior cestinha da história da NBA, ultrapassando seu ex-companheiro Shaq. O'Neill na contagem.

Kobe pode conquistar também sua segunda medalha de ouro olímpica, pois foi pré-selecionado para a seleção estadunidense que jogará nas Olimpíadas de Londres.

Outros dados marcantes
Para se tornar o maior da história, talvez não não baste se tornar o número um em pontos da NBA, por isso vamos relembrar alguns dados marcantes de Kobe.
  • Bryant já é pentacampeão da NBA e disputou sete finais.
  • Já foi eleito quatro vezes o melhor jogador da temporada. O maior de todos
  • Eleito 13 vezes para jogar no ALL STARS GAME
  • O segundo maior pontuador em um único jogo (81)
  • O mais jovem a chegar aos 20 mil pontos, assim como o mais jovem a chegar aos 23 mil, 24 mil e assim consecutivamente até os 28 mil pontos.
  • Em 2000 foi eleito o jogador da década pela Sports News e TNT
Se no Brasil estamos tão familiarizados com a discussão de quem foi maior Pelé ou Maradona, em outros esportes a disputa pelo título de maior atleta também existe. Acho que a pergunta "quem foi melhor: Kobe ou Jordan?", em breve, será também frequente entre os amantes e analistas do esporte.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Contraste da seleção holandesa para o Campeonato holandês

Os atuais vice-campeões do mundo podem se orgulhar de terem uma forte seleção e jogadores como Van Persie, Sneijder, Robben, Van der vaart e Stekelenburg, mas definitivamente o campeonato nacional daquele país vai mal das pernas.

É inegável que Ajax, PSV e Feyenoord (os principais clubes dos Países Baixos) já viveram dias melhores.

Na atual Champions League, apenas um time representou o país, o Ajax. O time já foi eliminado do torneio mais importante da Europa.

Basta conferir os elencos atuais das principais equipes holandesas para perceber que não é tão difícil entender porque os times locais andam tão mal.

Se temos por tradição apontar o Campeonato Holandês como um dos principais da Europa, talvez, pelo andar da carruagem, em alguns anos já não sei se nossos filhos terão a mesma visão.

Espero que os clubes holandeses repensem sua administração e avaliação de contratações, pois assistir o campeonato holandês é bem interessante, mas tem sido cada vez mais sofrível.

Leia Também

Os internautas também curtiram