segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Piris e Juan, exemplos de mal planejamento

Quando criticamos o futebol brasileiro e o amadorismo de seus dirigentes, pode parecer que estamos sendo partidários, o "pegando no pé" da galera das cadeiras eternas. Segue dois exemplos recentes de como trabalham mal esses "profissionais".

Cito como exemplo o clube pelo qual eu torço, o São Paulo. Recentemente, na tentativa de resolver os problemas nas laterais (que parece afligir todo o futebol brasileiro), o Tricolor Paulista contratou dois nomes que pareciam razoáveis: Juan e Piris.

Juan
Há anos no Flamengo, qualquer torcedor carioca sabe que os momentos de futebol razoável do lateral esquerdo estavam para trás. Se, em 2008 e 2009, Juan vinha sendo o destaque no Flamengo, em 2010, o lateral já não atuava bem.

Ora, como um clube pode contratar um jogador que se sabe que está mal para resolver seus problemas? Se estivéssemos falando de um jogador de 20, 22 anos, vá lá! Mas apostar em um jogador de 28 anos, não me parece uma boa estratégia.

Após uma temporada, o cara foi jogado para escanteio e tentará mostrar seu valor no Santos.

Piris
O jovem jogador paraguaio foi destaque de sua seleção durante a Copa América, o que levou a uma contratação por U$ 3 milhões. Depois de gastar esta grana, "descobriram" que o paraguaio tinha problemas de fundamentos. Leão já criticou algumas atuações do jogador e o lateral ainda é uma incógnita.

Precisou gastar U$ 3 milhões em um jogador que tem problemas nos fundamentos do futebol? Não sairia mais barato investir na base, ou contratar alguém do interior, afinal, sé é para contratar alguém com problemas de fundamentos, contrata qualquer "Zé" por menos de U$ 3 milhões.


Segue link de matéria no Yahoo, publicado alguns dias depois que publiquei este post, reforçando minha ideia.

2 comentários:

Francisco Prado disse...

Opa, agora acho que o comentário rola, hehe.

Então, o futebol brasileiro tá cada vez mais boboca. Jogadores bons sendo tratados como grandes craques (Kléber, Douglas, etc.), campeonatos estaduais (ainda existe isso meu deus?), e por aí vai.

Abs

Ronnie Turrini disse...

O bom do futebol estar num nível tão medíocre é que estou conhecendo melhor os outros esportes, E os outros esportes são IRADOS!!!

Leia Também

Os internautas também curtiram