quarta-feira, 30 de maio de 2012

Perder o sono para ver a F1 já não tem sido tão ruim

Se fosse alguns anos atrás eu diria que acordar cedo aos domingos já não tem sido tão entediante, mas com o calendário da F-1 promovendo corridas na Malásia, Cingapura, Oriente Médio, Tigres asiáticos... preferi generalizar. De qualquer forma, parece que os organizadores estão acertando; e tantas modificações tem trazido mais emoção à categoria mais nobre do automobilismo.

Até fucei na net Formula Indy, Formula Truck, Nascar... mas não teve jeito, acho que a Formula 1 ainda é a mais bem estruturada, se bem que a Nascar também é muito bacana, só que o caráter mais estado-unidense que mundial tira um pouco a graça. O interessante é ver mulheres competindo na categoria.


A disputa acirrada pela liderança entre os pilotos tem sido empolgante. No entanto, acho que o predomínio da Red Bull ainda vai demorar um pouco para chegar ao fim. Alguns resultados inesperados como a vitória de Pastor Maldonado dificilmente devem se repetir. A briga deve ser mesmo entre os pilotos da Red Bull, McLaren e Fernando Alonso.

Apesar do bom início, não acredito que Alonso segurará a liderança do mundial até o fim. O mais provável, aposto, será o troféu terminar nas mãos de um dos pilotos da Red Bull. Se a McLaren fosse um pouquinho mais competente, talvez o inglês Hamilton poderia entrar na briga.

Para as próximas corridas - Canadá e Valência - eu apostaria que Alonso deve cair pelo menos duas posições, abrindo espaço para os pilotos da Red Bull. Pela emoção e espírito esportivo, espero que eu esteja errado. Vamos torcer para que os resultados continuem fugindo previsível.

sábado, 26 de maio de 2012

Previsões para Euro 2012

Faltando duas semanas, na verdade um pouco menos - 13 dias, para o início da Euro as seleções europeias se preparam para o principal torneio de seleções do continente. Para muitos, uma Copa do Mundo sem Brasil e Argentina.

Desta vez, Ucrânia e Polônia sediarão a competição. Com os novos emergentes mundiais e o, cada vez mais híbrido, novo mapa do futebol europeu, acredito que a escolha das sedes foi bem feita. Ambos países apresentam boa estrutura e até que equipes decentes.

Grupo A
Posso dizer que acho o grupo mais nivelado por baixo, o que pode ser uma boa para a Polônia, cabeça do grupo. Os demais times - Rússia, República Tcheca e Grécia - não são muito melhores que o time da casa, e aposto que os polacos ficarão com uma vaga, possivelmente a primeira colocação. O vice deve ser a Rússia, mas todos que apostaram contra os gregos em 2004 quebraram a cara e os tchecos têm um futebol ofensivo que me agrada muito.

Grupo B
Os favoritos, claro que são Holanda e Alemanha. Dinamarca e Portugal devem fazer figuração. Talvez, os portugueses até surpreendam, mas Alemanha e Holanda etão fazendo bons jogos e apresentam plantéis fortes. Os dinamarqueses devem fazer um ou dois pontos, mas não acho que vencerão nenhum jogo.

Se Cristiano Ronaldo sonha em ser eleito o melhor do mundo, desbancando o favorito Messi, terá que quebrar os prognósticos e ser o herói do time ibérico na tentativa de roubar uma vaguinha ou dos holandeses ou dos alemães, o que acho muito difícil, pois os portugueses estão em decadência, na minha visão.

Grupo C
Aqui, espanhóis e italianos são os favoritos. Croatas e irlandeses devem sair fora na primeira fase. No entanto, ressalto que na primeira rodada Espanha e Itália se enfrentam, e pode dar esperança para os outros dois times.

Pessoalmente gosto mais do futebol irlandês do que do croata. Se a equipe do Reino Unido vencer a croácia na primeira ronda e depois arranca empates contra Espanha e Itália, o que não é nada impossível, pode até conseguir a segunda vaga no grupo.

Grupo D
Assim como no grupo c, os favoritos a passarem de fase já se enfrentam na primeira rodada, o que pode abrir um leque de possibilidades. Inglaterra e França devem fazer um jogo emocionante e o vencedor de Ucrânia e Suécia pode beliscar uma vaguinha.

O time francês não é tão forte como nos tempos de Zidane, mas segue mais forte que ucranianos e suecos, por isso acho que devem ficar com o segundo lugar no grupo, atrás dos súditos da rainha.

Título
Se fosse para apostar no campeão, eu apostaria na Alemanha, pois tem uma vantagem sobre espanhóis, ou ingleses, por exemplo. O Leste europeu me parece a casa dos alemães, e "jogando em casa" e com uma equipe nova muito boa, acho que têm grandes chances de levantar o caneco.

Não duvido nunca dos italianos. Nunca são tão favoritos, mas sempre levantam canecos.

Por fim, a minha terceira escolha seria a Espanha, logicamente. Não apostaria em Inglaterra e nem nos franceses.

Para finalizar, recomendo o FANTASY do site da Uefa.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Investments for World Cup and Olympic Games may pass U$ 25 billion

Let's continue with the optimistic predictions about the Olympics and World Cup in Brazil, now let's talk a little bit about the investments that must occur here and the economic growth that should occur due to the events.

Experts say, the brazilian economy is expected to increase steadily until 2019. It is expected that from 2014 till 2019, more than 90 billion dollars to the country only as a consequence of the Cup and the Olympics.

Billions of dollars must be invested in the chaotic brazilian's airports. The largest investment sould be in Guarulhos, which can receive up to U$ 0,7 billion in the works.


The Brazilian cities should receive big investment in infrastructure. According to President Dilma own, the government plans to invest U$ 17 billion for World Cup and almost R$ 15 billion in the Olympics. The hotels, means of transportation, airports, security are the main targets of investment.

In recent interviews, the minister of sport, Aldo Rabelo, also highlighted the investments in hospitality and technology.

It is noteworthy that in addition to the event, Brazil has been attracting foreign investors, thanks to speculation about the pre-salt well. I would love to experience a technologycal "boom" in tupiniquins land, but I doubt that happens.

Despite the controversy of who profits from all this, the numbers are significant and maybe we will see a good economic growth over the next 15 or 20 years.

sábado, 19 de maio de 2012

Investimentos para Copa e Olimpíadas podem passar de R$ 50 bilhões


Continuando as previsões otimistas sobre a realização da Copa e das Olimpíadas no Brasil, agora vamos falar um pouco sobre os investimentos que devem ocorrer por aqui e no crescimento econômico que deve ocorrer graças à realização dos eventos.

Segundo especialistas, economia do país deve aumentar constantemente até 2019. Espera-se que de 2014 até 2019, a economia renda mais de 183 bilhões de reais ao país só por conseqüência da Copa e das Olimpíadas.

Bilhões de reais devem ser investidos nos caóticos aeroportos brasileiros. O maior investimento deve ser no de Guarulhos, que pode receber até R$1,38 bilhões em obras.

As cidades devem receber grande investimento de infra-estrutura. Segundo a própria presidenta Dilma, o governo pretende investir R$ 33 bilhões na Copa e quase R$ 30 bilhões nas Olimpíadas. A rede hoteleira, os meios de transportes, os aeroportos, a segurança são os principais alvos de investimento.

Em recente entrevistas, o ministro do esporte, Aldo Rabelo, destacou também os investimentos em hotelaria e tecnologia.

Vale destacar que além dos eventos, o Brasil vem atraindo investidores "gringos", graças às especulações sobre o pré-sal também. Gostaria muito de vivenciar um "bum" tecnológico em terras tupiniquins, mas duvido muito que isso ocorra.

Apesar da polêmica de quem lucra com tudo isso, os números são expressivos e possivelmente, veremos um bom crescimento econômico nos próximos 15 ou 20 anos. Só esperamos um país cheio de elefantes brancos após a realização dos eventos, mas isso deixo para um post futuro.

terça-feira, 15 de maio de 2012

World Cup, Olympic Games and the brazilian tourism

The Olympics and the World Cup should bring a great number of tourists to our country. The expectation is that during the World Cup, Brazil receive up to 600,000 foreign tourists. The record for tourists for World Cup was in 2006 when Germany received 2 million tourists.

Throughout the year 2014, Brazil should receive more than seven million tourists. Most of them should come thanks to the World Cup. Among the Brazilians, it is expected that up to one million Brazilians traveling the country to watch the World Cup games.

For the Olympics, Brazil will receive 380 thousand tourists and throughout the year 2016, should receive 7.9 million tourists. Making a projection, the government believes that in 2016 the Brazil will receive 10% or 15% more tourists than the previous year.


In South Africa, it was expected 450 000 tourists, but only 300,000 were in the African country to watch the games.

Another positive for Brazil is that in a recent survey, the Brazilians were considered the second coolest people in the world, which demonstrates the confidence of foreigners in a good reception here.

It is undeniable that sporting events bring big money to here, i just hope the price is not too high; or that the money spent here goes, in fact, where we hope: Education, Health, Transportation mean...

domingo, 13 de maio de 2012

Previsão para o Turismo com Copa e Olimpíadas


Os jogos olímpicos e a Copa do Mundo devem trazer um número grande de turistas para o nosso país. A expectativa é que, durante a Copa do Mundo, o Brasil receba até 600 mil turistas estrangeiros. O recorde de turistas foi na Alemanha em 2006, quando o país europeu recebeu 2 milhões de turistas.

Durante todo o ano de 2014, o Brasil deve receber mais de 7 milhões de turistas. A maior parte deve vir graças à Copa do Mundo. Entre os brasileiros, espera-se que até um milhão de brasileiros viagem pelo país para assistir aos jogos da Copa.

Já para as Olimpíadas, o Brasil deve receber 380 mil de turistas e durante todo o ano de 2016, deve receber 7,9 milhões de turistas. Fazendo uma projeção, o governo acredita que em 2016 o Brasil receba entre 10% e 15% a mais de turistas em relação ao ano anterior.

Na África do Sul, esperava-se 450 mil turistas, mas apenas 300 mil foram ao país africano para assistir aos jogos.

Outro ponto positivo para o Brasil é que em recente pesquisa, os brasileiros foram considerados o segundo povo mais legal do mundo, o que demonstra a confiança dos estrangeiros em uma boa recepção por aqui.

É inegável que os eventos esportivos trarão muito dinheiro de fora para cá, só espero que o preço a pagar não seja mais alto ou que o dinheiro gasto por aqui vá, de fato, para onde esperamos: Educação, Saúde, Transporte...

sábado, 12 de maio de 2012

Copa e Olimpíadas no Brasil. Sonho ou pesadelo?

Pretendo escrever uma série de posts apontando os principais pontos positivos e negativos da realização da Copa do Mundo e dos jogos olímpicos no Brasil, em 2014 e 1026 respectivamente.


Mais uma vez, nesta semana, dirigentes do esporte e do governo brasileiro se reuniram para discutir o assunto. Desta vez, sem muita polêmica e com muita politicagem.

Para muitos brasileiros é um orgulho sediar estes eventos e acham que colocam o país em evidência internacional. Os olhos do mundo estarão sobre o país. Os eventos atrairão dinheiro, investidores, turistas e empregos.

Por outro lado, vivemos no país da corrupção. E para especialistas mais sérios, o Brasil não deveria realizar estes eventos, mas usar o dinheiro e os esforços para melhorar primeiro a Saúde, Educação, Transporte e só depois pensar em organizar eventos esportivos de grande porte.

Em 2007, o Brasil realizou os jogos Pan-Americanos e, na minha humilde avaliação, foi uma vergonha. Nem tanto em termos de organização, mas em desperdiço de dinheiro, desvio de dinheiro e todo tipo de corrupção.

No meu próximo post, acho que ainda neste fim de semana, pretendo começar falando do turismo, que deve crescer significativamente. Não podemos negar que os eventos esportivos raramente repelem turistas.

domingo, 6 de maio de 2012

Roland Garros vem aí

Quem pensa que tênis é um esporte chato de assistir, recomendo começar a assistir, pelo menos, alguns minutinhos dos jogos de Roland Garros. Tenho certeza que você não vai se arrepender, e ainda vai se interessar em assistir um minuto a mais, depois mais um minuto... Foi assim comigo.

Comecei a me interessar por tênis assistindo alguns minutinhos na ESPN. Osvaldo Maraucci, o comentarista do canal, deu show e me fez entender melhor o esporte. Aí, comecei a assistir uns jogos mais importantes, até que acompanhei a histórica final do Australia Open deste ano.

Para Roland Garros, a expectativa é saber se Djokovic, o número um do mundo, enfim conquistará o torneio, até aqui inédito para ele. O sérvio já declarou que esta é a sua prioridade para 2012.

Ainda entre os homens, Nadal e Federer, finalistas do ano passado, querem se reencontrar com a vitória.

O brasileiro de maior destaque no momento, Thomaz Belucci, ainda segue em altos e baixos, assim como seu ego.

Já entre as mulheres, o grande desfalque deve ser Clijsters, que não participará para se focar nas Olimpíadas. Os especialistas apostam em Sharapova - tenista em ascensão, Azarenka - número um do ranking; e Na Li, chinesa campeã no ano passado.

Leia Também

Os internautas também curtiram