segunda-feira, 29 de abril de 2013

Overdose de Neymar ou pseudocraque desmascarado?

O que era impensável há seis meses começa acontecer. A torcida brasileira se cansou de ver Neymar brilhando somente em gramados brasileiros. Ainda que tenha conquistado a Libertadores, a verdade é que no 'jogo do ano' foi coadjuvante (contra o Barcelona).

Em jogos contra Barcelona, Argentina, Paraguai, México, Holanda, Inglaterra, França e Alemanha (e outros que não lembro) ficou claro que Neymar não é protagonista que a seleção precisa. As vaias mostram que o torcedor já está ficando cansado de ser enganado. O título de 'Justin Bieber' do futebol foi genial.

Para alguns estamos vivendo uma overdose de Neymar, e isso tem atrapalhado o futebol do atleta. O craque, ou pseudocraque (falso craque) como prefiro, precisa se preocupar menos com o cabelo, a barba e as redes sociais e mais com treinos e estudo sobre o futebol para corresponder às expectativas.

Eu continuo batendo na tecla "Neymar é um novo Robinho". Está certo que Robinho não foi dos piores jogadores, mas para quem queria ser o melhor do mundo e melhor de uma Copa do Mundo, ficou muito abaixo do pretendido. Neymar caminha para mais uma promessa aquém do esperado.

Não diria que estamos ficando enjoados de Neymar porque está sofrendo uma superexposição, mas que o tempo tem mostrado o verdadeiro potencial dele.

terça-feira, 16 de abril de 2013

Copa 2014: Atrasos e orçamento estourado. ‘Imagine na Copa’


A Copa dos Confederações se aproxima e as obras dos estádios para a Copa de 2014 continuam em pauta. Atrasos, gastos extras e outros problemas chamam mais a atenção que os aspectos positivos.

Os gastos na construção dos estádios que serão usados na Copa das Confederações já estão 65% acima do previsto em 2010. A Fonte Nova, por exemplo, orçado em pouco mais de meio milhão de reais, custou mais de dois bilhões.

Os estádios para a Copa do Mundo tinha custo inicial previsto de R$ 5,4 bi. Agora, a previsão é de até R$ 7,1 bi. Um aumento de 30%.

Esses números indicam duas possibilidades:

1- INCOMPETÊNCIA: Quem calculou os números antes era estudante do primeiro semestre de engenharia? Nunca tinha feito um orçamento antes? Não estava preparado para um empreendimento deste porte?

2- ROUBALHEIRA: Tanto dinheiro a mais por quê? Bilhões de reais estão indo para onde? Cada a declaração dos gastos?

Atrasos
A entrega dos estádios deveria ter ocorrido em dezembro de 2012. Apenas três estão prontos. Em Cuiabá, 90% das obras estão atrasadas.

A preocupação (obviamente não dos governantes) é que essa pressa gere entrega de construções inacabadas com problemas estruturais.

O estádio de Brasília, Mané Garrincha, por exemplo, já teve a data de entrega adiada quatro vezes.

Aliás, vale ressaltar que as obras nos entornos do estádio também estão em atraso. O UOL ressalta que quem chega em Brasília recebe uma revista sobre a Copa das Confederações mostrando uma cidade que não existe. Uma cidade inexistente é mostrada ao visitante. Lamentável!

sábado, 6 de abril de 2013

Clima esquenta no gelo da NHL

Há um mês postei um texto abordando a caminhada forte do Chicago Blackhawks rumo ao título da Stanley Cup - principal campeonato de hóquei no gelo (NHL) - e de lá para cá as coisas esquentaram muito na liga e acompanhar a competição (ainda que pela internet) vem se tornando empolgante.

A 'bola da vez' é o Pittsburgh Penguins, que tem conseguido vitórias seguidas importantes - não tão impressionantes como o início de temporada do Chicago - e desponta como uma equipe capaz de lutar pelo título.

O time da estrela Crosby já conviveu, no ano passado, com o pesadelo de ter que seguir uma sequencia sem sua maior estrela, por contusão, e a experiência pode valer muito para esta temporada, principalmente nos playoffs.

Com Jagr, o Boston Bruins agora pode dizer que aumentou suas chances de ser campeão. O time, fisicamente, é impressionante e os jogos que vi deles foram muito bons. O veterano vai dar um up neste time.

No entanto, mesmo com um time forte no porte físico, algumas vezes deixa a vitória escapar entre os dedos.

Agora, o time que mais gosto, o Montreal Canadiens, tem me surpreendido positivamente. O time, apesar de não ser tão forte fisicamente (o que é muito importante no hóquei), fez bons jogos e venceu equipes que poderíamos dizer que eram favoritas, como o Boston Bruins nos últimos dois jogos entre eles.

Montreal tem um time mais veloz e mais habilidoso que os principais times da liga, mas nos playoffs pode ser que o lado físico seja um peso contra os Canadiens.

Outros times como Anaheim Ducks, Washintogn Capitals, San Jose Sharks e Vancuver Meap Leafs têm muitos altos e baixo. São equipes que, para mim, até podem eliminar um time mais forte nos playoffs, mas não estão entre os principais candidatos ao título.

Leia Também

Os internautas também curtiram